Anne Rice tira sarro de ''A Saga Crepúsculo''

Anne Rice, a autora da Série Crônicas Vampirescas, que inclui ''Entrevista com o Vampiro'', voltou a falar sobre a ''Saga Crepúsculo''.

Durante o Halloween, a romancista escreveu um post em seu Facebook criticando 'Crepúsculo', e comparando os personagens de Stephenie Meyer com os seus.

"Lestat e Louie sentem pena de vampiros que brilham ao sol. Eles nunca machucariam imortais que optam por passar a eternidade indo para a escola década pós década, em uma cidade pequena - mais do que iria prejudicar os deficientes físicos ou mentais. Meus vampiros possuem caráter. Eles podem se dar ao luxo de ser misericordioso. "

Além de uma legião de fãs, ''Crepúsculo'' tem uma legião de pessoas que odeiam a série. O post gerou mais de 8.000 "curtir" e 1.800 comentários.

"Stephenie inovou ao colocar esses vampiros ameaçadores no colegial. O que é incrivelmente ridículo, de certo modo. Que imortal passaria seu tempo indo para a escola de novo e de novo desse jeito? Vá para Katmandu ou Memphis ou Rio de Janeiro ou Roma!", brincou Rice.

Em seus livros, Rice invariavelmente apresenta seus vampiros como indivíduos com suas paixões, teorias, sentimentos, defeitos e qualidades como os seres humanos mas com a diferença de lutarem pela sua sobrevivência através do sangue de suas vítimas e sua própria existência, que para alguns deles, é um fardo a ser carregado através das décadas, séculos e até milênios.
Seu livro de maior sucesso é 'Entrevista com o vampiro'. Anne relata que escreveu esse livro em apenas uma semana, após a morte de sua filha por leucemia, filha esta que está brilhantemente retratada na personagem Cláudia. 'Entrevista com o Vampiro' foi para as telas dos cinemas, sendo que Anne escreveu o roteiro e acompanhou de perto a produção. Na época do lançamento do filme foi amplamento divulgado a decepção da autora quanto a escolha do ator para o personagem Lestat (Tom Cruise), sendo divulgado que ela o considerava apenas um rostinho bonito e sua preferência era o ator Rutger Hauer (inclusive no livro 'A História do Ladrão de Corpos', através de uma fala de Lestat, ela indica isto). Após a estreia ela voltou atrás.

Minha Opinião: Como não sou fã da Saga Crepúsculo não vou defende-los, pois acho que a critica é certa, mas desnecessária. Acho que todos sabem que as Crônicas Vampirescas são melhores do que Crepúsculo, mas achei desnecessário essa critica nessa altura. A única que ela conseguiu é irritar os fãs. Mas não deixo de concordar com a Anne Rice.

Fonte

Bjuss


Katherine

1 comentários:

  1. Sabe, eu sou uma fã da Saga Crepúsculo, mas nem por isso eu concordo com tudo dela. Até entendo o ponto de vista da Stepheie Meyer, ela desejava inovar o mundo vampírico, dar-lhe uma nova face, entretanto tornou-o objeto de deboche, como por exemplo: Brilhar no sol?! Decerto ela não queria matá-los na luz do sol, mas creio que isso foi exagero;retirou-lhes as presas, que são marca registrada do vampiro... entre muitos outros exemplos. Para mim, Anne Rice falou isto, porque na época em que ela escreveu seus livros, a imagem dos vampiros ainda estava em formação e era considerada algo sexy, quer dizer; seres que se alimentam de sangue, que seduzem suas vítimas, de beleza selvagem e misteriosa, sensual, mas mortal. E, agora, o termo "vampiro" possue uma enorme, hum, difusão, pois já houveram inúmeros livros e filmes sobre eles, cada um com seu ponto de vista sobre estes.Então,há esse choque de gerações, onde antigamente, vampiros eram adultos e incitavam desejos ocultos, agora, são uma versão mais básica ,uma versão onde os adolescentes possam ver suas vidas e se identificar.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos