Mortes estranhas da música


Jimi Hendrix 
(1942 - 1970)
Causa mortis: Sufocado pelo próprio vômito
Hendrix é mundialmente reconhecido por ser um dos maiores guitarristas que a humanidade já conheceu. Mas quando se fala em morte bizarra, é impossível não lembrar dele também. Na madrugada de 18 de setembro de 1970, aos 27 anos, o mundo perdia um de seus gênios. Hendrix havia ingerido, segundo o depoimento de sua namorada na época, 9 comprimidos para dormir e logo em seguida, teria se sufocado com o próprio vômito, composto, basicamente, por vinho tinto (de acordo com o artigo "The Final Days", de Tony Brown).  

 
Mama Cass Elliot
(1941 - 1974)

Causa mortis: Engasgada com sanduíche de presunto (?)
 
Mama Cass Elliot foi a vocalista principal do grupo que um dia ficou conhecido como "os hippies bonzinhos" - o The Mamas & The Papas. Mama Cass deixou o grupo em 1967 para seguir carreira solo e com isso, a estrutura da banda ruiu. Na noite de 29 de julho de 1974, depois de um show, Mama Cass foi dormir e nunca mais acordou. Oficialmente, a causa da morte da cantora foi ataque cardíaco. Entretanto, a polícia londrina fez uma perícia e encontrou um sanduíche de presunto com uma mordida, e logo se espalhou o boato que o pedaço que faltava no sanduíche havia sido encontrado no esôfago de Mama Cass





John Bonham 
(1948 - 1980)
Causa mortis: Overdose de suco de laranja
John Bonham foi o baterista de uma das bandas que mais vendeu discos na década de 70: o Led Zeppelin. Não obstante a fama e dinheiro que tinha, Bonham se afogava sempre que podia em bebidas. Em 24 de setembro de 1980, Bonham bebeu nada mais nada menos que 40 doses de suco de laranja com vodka. Resultado: morreu sufocado com o próprio vômito.



 Keith Relf 
(1943 - 1976)
Causa mortis: Eletrocutado pela própria guitarra dentro de uma banheira
O ex-vocalista da ex-banda de Eric Clapton e Jimmy Page, Yardbirds, achou que era à prova de choque e inventou de tocar guitarra dentro da banheira (cheia d'água, diga-se de passagem) de sua casa. Seu filho Danny o achou morto ainda usando fones de ouvido.


Ricky Nelson 
(1940 - 1985) 
Causa mortis: Explodiu o avião que pilotava ao acender um cigarro de maconha e cocaína
O cantor, ator e pai dos irmãos gêmeos Nelson morreu em 31 de dezembro de 1985 ao acender um freebase (cigarro de maconha e cocaína) enquanto pilotava a aeronave em que ele, a noiva Helen Blair e os cinco membros do Stone Canyon Band estavam.




Michael Hutchence
(1960 - 1997)
Causa mortis: Sadomasoquismo
Dias antes de morrer, Michael Hutchence teria dito a Bono Vox, um de seus melhores amigos, que cometer suicídio seria a coisa mais covarde e imbecil que um ser humano poderia fazer. O problema foi que até uns três anos depois da morte do cantor, a polícia e os fãs ainda acreditavam que ele teria de fato tirado a própria vida. No entanto, em 2000, veio à tona a versão de que isso não aconteceu: o vocalista da banda INXS teria morrido enforcado com um cinto na maçaneta da porta de entrada de seu apartamento na ocasião de um sadomasoquimo. Hutchence estaria cometendo uma espécie de masturbação que consistia em amarrar um cinto no pescoço e se asfixiar na tentativa de obter o máximo de prazer físico.


 
Marvin Gaye 
(1939 - 1984)
Causa mortis: assassinado com um tiro pelo próprio pai
Marvin Gaye é um artista que para sempre será lembrado como um dos grandes nomes do R&B e do Soul. Intérprete de canções que são verdadeiros clássicos destes gêneros, como"What's Going On", "Sexual Healing", "I Heard it Through the Grapevine" e "Ain't no Mountain High". Nos anos 80 o artista não desfrutava do prestígio de outrora, andava depressivo e temia uma suposta tentativa de assassinato. Gaye brigava muito com seu pai, o pastor Marvin Pentz Gaye, e inúmeras foram as tentativas de suicídio. Até que um dia, mais precisamente em 1º de abril de 1984, um dia antes de seu aniversário de 45 anos, a voz de Marvin Gaye se calou. Durante uma discussão, Marvin Gaye, o artista genial que era, foi morto por seu próprio pai com um tiro disparado pela arma que ele mesmo havia presenteado o pastor tempos antes.  




Brad Delp 
(1951 - 2007)
Causa mortis: Envenenamento por monóxido de carbono
O vocalista da banda Boston cometeu suicídio através de uma maneira bastante inusitada: Ele conectou o cano de escape de seu carro (ligado, é claro) com uma mangueira ao sistema de ventilação de seu banheiro. Delp foi encontrado por sua noiva, Pamela Sullivan, no chão do banheiro com a cabeça apoiada em um travesseiro. 



 Jeff Porcaro 
(1954 - 1992)
Causa mortis: Envenenamento por inseticida
O notável baterista do Toto, Jeff Porcaro, faleceu em 1992, aos 38 anos, após aplicar inseticida em seu jardim. Ele aspirou demais o veneno e isso fez com que se desencadeasse um ataque cardíaco. É bom lembrar que o coração do músico já estava bem comprometido há algum tempo graças ao uso contínuo de drogas.  


0 comentários:

Postar um comentário

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos